:Professores fazem último apelo para Ratinho Jr. cancelar prova do PSS

Professores fazem último apelo para Ratinho Jr. cancelar prova do PSS - TV Na Rua CornelioDigital Professores fazem último apelo para Ratinho Jr. cancelar prova do PSS - TVNaRua Cornelio Digital - Notícias, Eventos e Entretenimento
Professores fazem último apelo para Ratinho Jr. cancelar prova do PSS

Professores(as) que são do grupo risco da doença ou que moram com pessoas que também pertencem a esse segmento, pedem o cancelamento do processo

A insistência do governador Ratinho Jr e do secretário da Educação, o empresário Renato Feder, para realizar uma prova presencial com mais de 40 mil professores(as) amanhã, neste domingo (10), durante a pandemia do novo coronavírus, pode trazer consequências trágicas.

Professores(as) que são do grupo risco da doença ou que moram com pessoas que também pertencem a esse segmento, pedem o cancelamento do processo. A reivindicação tem justificativa. Se não participarem da prova, ficarão desempregados(as). A outra opção, fazer a prova, impõe o risco de serem infectados(as) pelo vírus e transmitir a doença para familiares.

Nesta semana, o Brasil bateu a marca de 200 mil pessoas mortas em decorrência da Covid-19. No Paraná, de acordo com dados do Ministério Público, o número de mortes aumentou 28,14% nos últimos 30 dias, passando de 6.376 (6/12/2020) para 8.170 (6/1/2021). Preocupados com a situação, muitos(as) professores(as) têm procurado a APP-Sindicato em busca de orientação.

“É imprudente a aplicação de tal prova. Mesmo seguindo todos os protocolos de segurança estamos correndo o risco de ser contaminados devido a grande aglomeração de pessoas no mesmo local”, disse a professora Maria de Jesus Barbosa*, que está grávida. “Gostaria do adiamento/cancelamento da prova, pois a doença avança velozmente com aumento exponencial nos números de casos e mortes no Paraná”, acrescentou.

“Como os candidatos podem ter fé nos “cuidados” estabelecidos pela empresa contratada para a execução do certame, não havendo clara segurança, sequer na logística para ir ao local de prova?”, questiona a professora Rosalinda Silva Rocha*, enfatizando que a empresa responsável pelo certame, mesmo tendo o endereço da candidata, escolheu um local muito distante de sua residência para que ela faça a prova.

''

Visualizações 127
Fonte: Fábio Campana
Por: Redao
Data: 10/01/2021 01h04min

Hospital do Câncer de Londrina


CONTATO
contato@nossoclick.com
antonio.zaneti@gmail.com
(43)99920-1893



TV Na Rua / CornelioDigtal / BandDigital- 2007 - 2014